sábado, 13 de dezembro de 2008

A Coroa do advento

COROA DO ADVENTO


O que é

Entre os símbolos do ciclo do natal temos a coroa do advento, que contém uma linguagem do silêncio, mas que fala forte através do círculo, da luz, das cores, dos gestos correspondentes.

Origem

Surgiu na Alemanha, no século dezenove, mais exatamente nas regiões evangélicas, situadas ao norte.
Os colonos, para comemorarem a chegada do natal, a noite mais fria do ano, acendiam fogueiras e sentavam-se ao redor. Mais tarde, não podendo acendê-las dentro de casa, tiveram a idéia de tecer uma coroa de ramos de abeto (uma espécie de pinheiro), enfeitando-a com flores e velas.
No inverno rigoroso dos países frios todas as árvores perdem suas folhas, somente os pinheiros resistem, sendo, dessa forma, um sinal de que a natureza não morreu totalmente.
No início do século vinte, os católicos adotaram o costume de colocar a coroa nas suas igrejas e casas. No Brasil, o uso certamente provém dos missionários que vieram da Alemanha, ou de brasileiros que, tendo conhecido o uso da coroa na Europa, a introduziram nas comunidades.

A forma circular

Sem começo e sem fim. A circularidade está ligada à perfeição. O redondo cria harmonia, junta, une. Lembra ainda para nós, que somos integrantes de um mundo circular, onde o processo do universo e da vida é cíclico: o círculo do ano, do tempo, o ir e vir da história, sempre marcado pela presença daquele que é Luz do mundo.

As velas

Nos países do norte da Europa, durante o inverno, as noites são mais longas que os dias e a luz do sol brilha pouquíssimo, quando não fica totalmente escondido pelas nuvens. Por isso, lâmpadas, velas, são indispensáveis e muito apreciadas. Mesmo para nós que somos cumulados com a luz do sol, a luz da vela tem muito significado.
No advento, a cada domingo, acende-se uma vela da coroa. De uma a uma, a luz vai aumentando, até chegar à grande festa da Luz que proclama Jesus Cristo como Salvador, sol do nosso Deus que nos visita, que arma sua tenda entre nós (cf. Jo 1, 1-14).
Quanto à cor das velas, normalmente é usada a vermelha que, em quase todas as partes do mundo, tem o significado do amor.
No Brasil, somos marcados profundamente pelas culturas indígena e afro, onde o brilho das cores, da festa, da dança, da harmonia com o universo, está presente de uma maneira esplendorosa e reveste as celebrações. Dessa forma temos o costume de utilizar na coroa, velas coloridas, uma de cada cor.

O verde

É sinal de vida. Nem tudo está morto, há esperança. Mesmo nos países tropicais, quando tudo está seco, sedento, com a chuva a vida brota, tudo fica verde e traz a esperança dos frutos e anuncia a vida.

Vem vindo, a libertação...

O advento é marcado pela atitude de espera vigilante a fim de captar todos os sinais que Deus vai nos revelando.
Desde o primeiro domingo, somos interpelados (as) como Isaías, João Batista e Maria, a fortalecer a esperança, assumir a história de uma maneira diferente, lutar para por fim a uma cultura de morte e proclamar com atos e palavras que a vida é mais forte. De domingo a domingo vai crescendo em nós, na comunidade, no universo inteiro, a certeza de que a luz brilha nas trevas e que Deus nos ama a tal ponto que se faz gente como nós. E assim, o dom vai crescendo em nós e nos tornando capazes de ir ao encontro das outras pessoas, de esparramar no mundo a solidariedade, a esperança, a justiça, a paz...
Com certeza, utilizando a coroa nas comunidades, com toda a dimensão simbólica que ela contém, será sinal que nos ajudará a “enxergar” e a experienciar mais profundamente todo o sentido da espera do Salvador.

O acendimento da coroa

É preciso preparar antecipadamente a coroa no local da celebração.
No material utilizado, usar de preferência o natural. É preciso prevalecer a verdade dos sinais.
Também na decoração da coroa, não usar muito brilho, pois procedendo dessa maneira estaríamos antecipando a festa da plena luz, que é o natal, e deixando de experimentar a feliz espera da manifestação do Senhor que acontece nas festas do natal.

Sendo o altar símbolo do Cristo, é recomendável não colocar a coroa sobre o mesmo.
(Texto copiado de um panfleto do Apostolado litúrgico, recebido no encontro de preparação do Advento).

Um comentário:

josefa disse...

olha eu amei ter encomtrado o blo porque com ele pude tira muitas duvidas e acresantar mais comteudo ao que eu ja tinha, muito obr, por cv existir q DEUS os abençoe.

©2007 '' Por Elke di Barros